Na década de 1950, Francisco Mantovani era um mecânico, especialista em assistência técnica de máquinas beneficiadoras de arroz. Na época, trabalhava direto na propriedade em que se encontravam as máquinas, o que fazia deslocar-se de sua casa na cidade, e ir até o campo, onde percorria por vários tipos de plantações como soja e milho. Certo dia domado por sua curiosidade, foi ao meio de uma plantação de milho, e observou várias pessoas arrancando pendões de certas fileiras. Descobriu que os trabalhadores estavam arrancando os pendões machos, que já tinham polinizado as fêmeas, e era necessário sua remoção. Assim como o processo de pulverizar, estes serviços eram braçais, pois não existiam tratores com dimensionamento apropriado, o que prejudicava a plantação por passar em cima das fileiras.

Foi quando lhe surgiu a idéia de mecanizar este processo, desenvolvendo uma máquina capaz de realizar o trabalho sem danificar a plantação. Inicialmente, era conhecido como gafanhoto, pois se tratava de uma estrutura metálica em forma de um triciclo, dimensionada desde os pneus até sua carenagem para o cumprimento da tarefa. Seu mercado era extremamente regional, pois como fazia no seu próprio “fundo de quintal”, não conseguia suprir sua demanda e expandir seu negócio as demais regiões.

A notícia logo foi se espalhando pelos próprios agricultores, e em questões de poucos meses, tinha pedidos do Brasil todo.

Foi quando em meados de 1953, fundaram a Oficina Mantovani, onde começou a suprir a demanda pelo seu produto, e a desenvolver novos produtos de auxilio à agricultura. Esta máquina foi um dos diversos equipamentos que desenvolvera, assim como o pára-choque para tratores, carretas-tanque e rodas para tratores em geral.

Este produto era único no país, foi quando começou a consolidar o nome Mantovani. Com o passar dos tempos foi-se intensificando a mecanização no campo, e surgiu o projeto de um desintegrador de grãos, para substituir a velha moenda com roda dàgua, o que virou uma revolução na época em economia, praticidade e agilidade nas tarefas.

Este produto logo se tornou o carro-chefe da oficina, que teve um amadurecimento precoce e fundaram a Indústria e Comércio de Máquinas Agrícolas Mantovani Ltda em 1964.

O desintegrador foi aperfeiçoado e dimensionado aos vários tipos de utilidades existentes, inclusive com uso atual, além de se tratar de um produto cômodo. Em 1973, Mantovani adquiriu uma plataforma para colheita de milho da Argentina. Ela foi totalmente reformulada e adaptada para as plantações e os bolsos dos agricultores brasileiros.

Era a primeira empresa do Brasil a fazer plataforma de milho, e suas únicas concorrentes eram as originais (John Deere, Massey, Class e outras), as quais dominavam o mercado.

Logo por ser mais viável economicamente, houve uma disparada de vendas e foi onde Mantovani reinvestiu seu lucro no processo de fabricação e qualidade, e passou a dominar o mercado em custo benefício.

A partir de 1981, desenvolveu a espigadeira para colheita de espigas de milho, a única no mundo, destinada aos produtores de sementes de milho e diversos outros fins com o mesmo.

Já em 1.989, foi feito a primeira plataforma do Brasil com regulagem, proporcionando a comodidade para os agricultores colherem com várias regulagens(na época eram duas) sem adquirirem outro equipamento.

Em 1.998, foi desenvolvida a primeira plataforma com espaçamento reduzido do Brasil, pois colhiam com 60 à 100 centímetros entre linhas e passou a ser de 45 cm. Nesta mesma época, a Mantovani entrou no ramo de algodão, para auxilio da colheita.

Em meados de 2000, foi lançado no Brasil, a primeira plataforma de milho universal, na qual era acoplável em qualquer automotriz com apenas a troca de um kit de engate.

Mantovani faleceu em 1981, e sua empresa já vinha se estruturando junto com seus filhos, Henrique Mantovani e Francisco Mantovani Filho desde 1977. Um dos seus âmbitos era facilitar o manuseio na agricultura, desde o preparo do solo a colheita, desenvolvendo suas idéias conjunto com seus próprios clientes. Isto para ele se tornava uma parceria comprometida, em que ambas partes caminhavam juntos para uma melhoria constante.

Atualmente a Mantovani está na 3º geração e continua com o compromisso de fabricar implementos agrícolas resistentes, competitivos e com rápida entrega. (FQM)

NOSSA HISTÓRIA

QUEM SOMOS

Fundada em 1964, indústria nacional e familiar especializada na fabricação e comercialização de implementos agrícolas resistentes, competitivos e com agilidade na entrega.

COMERCIAL

(16) 3830 7712

vendas@mantovani.agr.br

 

FINANCEIRO

(16) 3830 7709

financeiro@mantovani.agr.br

 

COMPRAS

(16) 3830 7711

compras@mantovani.agr.br

 

(16) 3830 7700

Rua Eng. Francisco Mantovani Filho, 392

Alto da Estação - CEP 14.500-000

Ituverava/São Paulo

 

© 2015. MANTOVANI Ltda. Todos os direitos reservados.

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon